Monday, November 29, 2010

Se...



Se...

Sei que achas o amor tolice
Mas se quisera talvez sentisse
Assim jamais pensaria
Feliz, exaltado seria
Com palavra de ternura
Que o tempo
O quotidiano
Jamais te usurparia
Sei que achas tolice
Papo roto e mesmice
Mas ah...se ao menos tu sentisse!
Se não relegasses ao léu
Das profundezas, ascenderias
Feliz e seguro ao meu céu!


luisadalartesa©

Por um momento...








'Por um momento'

Espalhei meus escuros cabelos
Sobre a fronha de teu travesseiro
Na alvura deixei o perfume
Entranhado nos fios de negrume
Revirei teu corpo sobre a cama
Deliciei teus ouvidos
Passei como um cometa
Fulgurosa como estrela
E ganhei meu espaço no teu universo.


Luísa Dalartesa


Reg.71364533237-LuísaDalartesa

Monday, November 22, 2010

Felicidade



Felicidade na Cidade

Se me desejas, queira-me logo
Não percas em muitas dúvidas
Corre veloz à felicidade
Pois muitas vezes nas dúvidas
Se perdem as grandes oportunidades!

Se me queres, vinde!
Sem medo de se expor
Deixa uma vez em tua vida
A realidade ser o Amor!

Rirás muito!
Para os males espantar
Verás graça nas flores
Se pegará a cantar
Ansiarás o fim do dia
Pra virdes me encontrar
Terminar a noite em alegria
E na paz ressonar...



Reg.71364533237-Luísa Artésa

Friday, November 19, 2010

Ingenuidade



Quão difícil é se livrar
Deste amor acostumado
Curtido pelo tempo
Que no pensamento
Levo para o leito
E dele o marco!
Quão difícil é evitar esta angústia,
Esta saudade...

Me falta astúcia
Eu sofro, tu sofres
Neste amor impossível
E olhando o alvo leito
Desejo que antes eu sofresse
Aninhada em teu peito!



Reg.71364533237LuisaDalartesa

Sofrimentos inúteis



'Se deveras tu houvesses, sim, guardado
Em teu coração incrédulo e machucado
As palavras de doçura, por mim proferidas
Não serias tão pesado e infeliz
Não teriam lhe causado tantos danos e feridas
Terias buscado ansioso o meu passo
E também, o calor de meu abraço
E então, tu, agora, não sofrerias...'