Wednesday, December 29, 2010

A espera

'Um chá para a espera'  _ Luisa Dalartesa


Uma Espera

'Quando resolveres um dia chegar
Ainda O estarei amando
Pelo que sei
Estarei guardando
O que senti,
E o que sinto,
Com a certeza de que sentirei.
Porque o carinho virou amor
E o amor virou esperança
E a esperança tornou-se fé
De que é um amor como criança
É constante e confiante
E vai vingar...me acompanhar.
Quando resolveres chegar,
Te farei feliz
Lembrarei  todas as estrelas
Que vi ao orar
Todas as luzes
que vi ao dizer
Todos os pensamentos
E todas as poesias que te fiz!
Há de vir, há de chegar,
Aquele que vai nos libertar...'

luisadalartesa©

Tuesday, December 28, 2010

Poemas para Apaixonados



'O Beijo' _ Luisa Dalartesa



Quisera


'Quisera atrás da porta
Sob a luz que tudo corta
Estivesse você
Quisera eu passasse
E a você encontrasse
Pra ser contigo um só
Pra fazer de dois corpos
Um só
Que nada e nem ninguém
Neste mundo
Pudesse separar
Só assim eu sentiria
Toda a valia
De ter te amado
Todo o tempo
Tê-lo desejado
Sem jamais descansar.'


luisadalartesa©

Monday, November 29, 2010

Se...



Se...

Sei que achas o amor tolice
Mas se quisera talvez sentisse
Assim jamais pensaria
Feliz, exaltado seria
Com palavra de ternura
Que o tempo
O quotidiano
Jamais te usurparia
Sei que achas tolice
Papo roto e mesmice
Mas ah...se ao menos tu sentisse!
Se não relegasses ao léu
Das profundezas, ascenderias
Feliz e seguro ao meu céu!


luisadalartesa©

Por um momento...








'Por um momento'

Espalhei meus escuros cabelos
Sobre a fronha de teu travesseiro
Na alvura deixei o perfume
Entranhado nos fios de negrume
Revirei teu corpo sobre a cama
Deliciei teus ouvidos
Passei como um cometa
Fulgurosa como estrela
E ganhei meu espaço no teu universo.


Luísa Dalartesa


Reg.71364533237-LuísaDalartesa

Monday, November 22, 2010

Felicidade



Felicidade na Cidade

Se me desejas, queira-me logo
Não percas em muitas dúvidas
Corre veloz à felicidade
Pois muitas vezes nas dúvidas
Se perdem as grandes oportunidades!

Se me queres, vinde!
Sem medo de se expor
Deixa uma vez em tua vida
A realidade ser o Amor!

Rirás muito!
Para os males espantar
Verás graça nas flores
Se pegará a cantar
Ansiarás o fim do dia
Pra virdes me encontrar
Terminar a noite em alegria
E na paz ressonar...



Reg.71364533237-Luísa Artésa

Friday, November 19, 2010

Ingenuidade



Quão difícil é se livrar
Deste amor acostumado
Curtido pelo tempo
Que no pensamento
Levo para o leito
E dele o marco!
Quão difícil é evitar esta angústia,
Esta saudade...

Me falta astúcia
Eu sofro, tu sofres
Neste amor impossível
E olhando o alvo leito
Desejo que antes eu sofresse
Aninhada em teu peito!



Reg.71364533237LuisaDalartesa

Sofrimentos inúteis



'Se deveras tu houvesses, sim, guardado
Em teu coração incrédulo e machucado
As palavras de doçura, por mim proferidas
Não serias tão pesado e infeliz
Não teriam lhe causado tantos danos e feridas
Terias buscado ansioso o meu passo
E também, o calor de meu abraço
E então, tu, agora, não sofrerias...'

Thursday, October 14, 2010

Poema de uma alma guerreira

Poema de uma alma guerreira

Ame-se!

Levante-se!
Reaja!
Lembra de tuas quedas e erguidas
Lembra de horas doces e doloridas
Aprenda com derrotas
E tenha em mente muito mais as suas vitórias
Ganhe confiança
Reacenda a esperança
Lute, caia e levante
Vença para ganhar o prêmio ou a dignidade
Esta última a de maior valor!


Sunday, September 19, 2010

Poema para Apaixonados




'Indecisão'

Se o que tens

É amor...

Se é amor

Pra que pensar?

Se é amor

Por que não tentar?

Se é amor

Me deixa tentar

Me deixa ficar

Um pouco

Me deixa estar contigo.

Se o que tens

É amor...

Me deixa te ver

Te saber

Te ligar

Me deixa escrever

Contigo estar.

Se é amor o que tens

Me deixa te mostrar

Que há coisas diferentes.

Se é amor

Me leva contigo

Ou vem pra mim

Pra constatar

Que algo pode ser inédito

Na secular história do amar.

Thursday, July 15, 2010

Criatividade





'Criatividade'


Dorme a cidade...
Eu fico acordada
Criando as coisas
Que farão parte do dia de amanhã
Dorme a cidade...
Eu fico acordada
E o mundo com isto
Ganhou mais poesia
Mais alegria
Mais sentimento
Sobreviveu mais no que é bom
Dorme, cidade...
De azul,amarelo,vermelho
Vou pintando flores, céus, guarda-chuvas
Vou trazendo cor junto com a aurora
Amanhã não haverá tristeza
Só a paz de agora.

Sunday, July 04, 2010

Para uma mulher bem depois dos 40...




'Mulher de 40' - Luísa Dalartesa



Pra uma mulher bem depois dos 40...

A vida passa, a idade avança,
Mas com a beleza, não se vai a esperança,
Ainda resta no sorriso, da menina doce, a lembrança,
Da moça sonhadora que, um dia, alcança
Na mulher que achava que o seu tempo acabou
E agora...
Vê que ainda está na hora de ser, infinitamente, feliz!




Pra quem disse...

Quem disse que não há mais tempo?
Quem disse que é tarde,
Que o que que arde
Já se apagou?
Quem disse que não se pode mais viajar,
Conhecer países e pessoas,
Aprender coisas complicadas
Rir de quase tudo
Não temer quase nada?
Quem disse que não dá pra usar certas coisas
Que não dá pra sair pra se divertir
Que não dá pra escolher por si só
O que se quer fazer?
Quem disse que só na juventude
Se pode ser feliz
Que só com a beleza e frescor
Pode se viver um grande amor?
Quem disse, se disse, se perdeu
Da vida nada entendeu.
A melhor hora da gente
É, sem dúvida, a hora em que a gente aprende
A andar com as próprias pernas
Ou a se fazer entender
Que tem
Indiscutívelmente
O direito de ser feliz e de viver!

Os meus melhores anos não foram
Os de quando eu tinha uma pele jovem
E um temperamento inquieto...

Estes têm sido os meus melhores anos!